Histórias e Memórias

Você sabia que o Estado de Goiás é referência em Educação Integral?

Nossa história começa em 2006 com a experiência de escolas híbridas e condução por Proposta Pedagógica com metodologia de ampliação de tempo e currículo. Em 2015 com a elaboração e homologação do Plano Estadual de Educação – PEE-GO (2015/2025), ganhamos metas e estratégias específicas para a Educação Integral. A meta 03 deste Plano “Ampliar a oferta da educação em tempo integral em 50% (cinquenta por cento) das escolas da rede pública, atendendo, de forma gradativa, a 25% (vinte e cinco por cento) das matrículas até o final da vigência deste Plano” ( PEE-GO, 2015), conta com seis estratégias de desenvolvimento da Política Pública que comunga com o Plano Nacional de Educação – Meta 06, e com o Plano de Governo (2019-2023).

 

Em 2016, aderimos ao Programa de Fomento às Escolas de Ensino Médio de Tempo Integral (EMTI – MEC) que oportunizou às escolas recursos para o desenvolvimento da Proposta Curricular por meio de Portarias MEC que regulamentam a seleção de escolas por critérios previamente estabelecidos. O ano de 2017 é também um marco para a garantia destas escolas na Lei nº 13.415/2017, que as define como Centro de Ensino em Período Integral. – CEPIs.  A partir de então, a cada ano são incluídas pelos menos 25 novas escolas ao programa. A  Proposta Pedagógica ganha também novo desenho conjugando o Currículo: Núcleo Comum e Núcleo Diversificado, favorável a formação plena dos estudantes e Modelo Pedagógico e de Gestão sistemicamente pensados.

Em 2019, outro marco importante e a criação da Superintendência de Educação Integral por meio da Lei 20.191/2019 que por meio de suas competências sistematizou toda a Política Pública junto aos CEPIs.  Em 2020, estamos presentes em 38 Coordenações Regionais de Educação, envolvendo 80 municípios, totalizando 149 unidades escolares que ofertam ensino fundamental e ensino médio, sendo 61 escolas de ensino fundamental I e II; 27 escolas ensino fundamental II e 36 Ensino Médio. A matrícula inicial de 2020 é de aproximadamente 41 mil estudantes. No IDEB/2019 divulgado recentemente, nossas escolas tiveram importantes crescimentos, sendo 5,8 EF II e 5,3 no EM.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.